Serviços O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Bionorte
Bionorte
   Brasil, terça-feira, 15 de Outubro de 2019.CPF:Senha:

Currículo

Currículo do Pesquisador

Cléberson de Freitas Fernandes
CitaçõesFERNANDES, C.F.;FERNANDES, C. de F.;CLÉBERSON F. FERNANDES;Fernandes, Cléberson de Freitas;Fernandes C;FERNANDES, CLEBERSON F.;CLEBERSON, DE FREITAS FERNANDES;C. F. Fernandes;FERNANDES, CLÉBERSON;FERNANDES, CLEBERSON DE FREITAS;Cleberson F. Fernandes;Fernandes CF;FERNANDES, CLEBERSON
TitulaçãoPós-Doutorado
ÁreaCiências Agrárias :: Agronomia
Formação
  • Pós-Doutorado - Periodo: 2004 a 2005 - Justus-Liebig-Universität Gießen
  • Doutorado - Periodo: 1999 a 2004 - Bioquímica
    Universidade Federal do Ceará
  • Mestrado - Periodo: 1996 a 1998 - Bioquímica
    Universidade Federal do Ceará
  • Graduação - Periodo: 1991 a 1995 - Farmácia
    Universidade Federal do Ceará
Atuação Profissional
  • Comitê Científico Local da Rede de Biotecnologia e Biodiversidade da Amazôn- / Periodo: 2013 a atual
  • Conselho Estadual de Recursos Hidricos- / Periodo: 2012 a atual
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico- / Periodo: 2012 a atual
  • Editora EDUFRO- / Periodo: 2012 a atual
  • Embrapa Rondônia- / Periodo: 2012 a atual
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária- / Periodo: 2005 a atual
  • Faculdades Integradas Aparício Carvalho- / Periodo: 2008 a 2012
  • Farmácias Drogajafre SA- / Periodo: 1998 a 1999
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Acre- / Periodo: 2013 a atual
  • Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecn- / Periodo: 2015 a atual
  • Justus-Liebig Universität- / Periodo: 2004 a 2005
  • Justus-Liebig Universität- / Periodo: 2001 a 2003
  • Série Embrapa de Publicações- / Periodo: 2007 a atual
  • Universidade Federal de Rondônia- / Periodo: 2013 a atual
  • Universidade Federal do Amazonas- / Periodo: 2013 a atual
  • Universidade Federal do Amazonas- / Periodo: 2012 a atual
  • Universidade Federal do Amazonas- / Periodo: 2012 a 2016
  • Universidade Federal do Ceará- / Periodo: 2018 a atual
  • Universidade Federal do Ceará- / Periodo: 1994 a 1996
  • Universidade Federal do Ceará- / Periodo: 1994 a 1994
  • Universidade Federal do Ceará- / Periodo: 1993 a 1993
Linha de Pesquisa
  • Atividade antifúngica de óleos essencias
  • Biologia Molecular
  • Citologia
  • Doenças em cereais causadas pelo gênero Fusarium
  • Fitopatologia
  • Mecanismo de Resistência de Plantas
Projetos de Pesquisa
  • Criação do Banco de Germoplasma de Fitopatógenos de Interesse Biológico e Agrícola do Estado de Rondônia
    A presente proposta visa adequar a infra-estrutura do laboratório de fitopatologia da Embrapa Rondônia para dota-lo de condições para realizar pesquisas na área de micologia, bacteriologia e nematologia vegetal, na parte de diagnose, cultivo e preservação de diferentes microrganismos patogênicos à plantas. Ademais, se objetiva incrementar a capacidade instalada no laboratório de fitopatologia, proporcionando a continuidade das atividades de pesquisa e extensão, além de contribuir na formação e capacitação de recursos humanos voltados para o agronegócio no estado de Rondônia.
    Período: 2010 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Diagnóstico da Pós-colheita de Coffea canephora nos estados de Rondônia e Espírito Santo e análise dos sistemas de processamento, secagem e armazenamento visando à manutenção da qualidade
    A cafeicultura é uma das mais expressivas atividades agropecuárias do país com significativa participação nas exportações de produtos agrícolas brasileiros. O segmento de cafés especiais tem crescido 15% ao ano no mercado internacional. Isto sugere que a qualidade de bebida é, atualmente, o fator mais importante neste agronegócio e vem norteando a estratégia de marketing brasileira e a busca por excelência na produção. Atualmente já existem mercados com demanda crescente pela produção de cafés ?Robustas finos?. Antes subjugados pela fama de café de bebida ruim e sem expressão, utilizados apenas em alguns tipos de ?blends? e cafés solúveis, o canéfora tem se destacado como uma bebida neutra, suave e que apresenta características sensoriais próprias. Grande parte desta transformação se deve ao desenvolvimento de novos cultivares, métodos de manejo e tecnologias de pós-colheita aprimoradas para este tipo de café. Além do fato da criação de novos protocolos de degustação que evidenciam as características organolépticas típicas do canéfora. Para o Brasil, os estudos desta natureza são de grande importância, pois, o país é o segundo maior produtor de canéfora no mundo e junto com o Vietnã corresponde por mais de 50% da produção mundial. Internamente o estado do Espírito Santo é o maior produtor nacional e junto com o estado de Rondônia corresponde por mais de 90% da produção nacional. Isto demonstra que estudos que geram impacto no sistema de produção nestes estados, tornando-os mais eficientes e incrementando a qualidade do produto, terão grande impacto na cadeia produtiva nacional. Assim como no Espírito Santo, a cafeicultura em Rondônia é formada basicamente por pequenos produtores, que correspondem a 25 % do número de imóveis rurais cadastrados (Marcolan et al., 2009). A cafeicultura no estado de Rondônia tem uma grande demanda de pesquisa e geração de tecnologias adaptadas as características locais de produção. Pois, apesar de existirem vários trabalhos sobre a colheita e pós-colheita do café em outras regiões produtoras tradicionais, existem ainda, poucos trabalhos destinados ao estudo do tema no Estado. O que acontece são adaptações de tecnologias geradas em outras regiões, realizadas por técnicos e pelos produtores de forma empírica. Dentre todos os fatores inerentes a manutenção da integridade do grão e qualidade de bebida, a pós-colheita (processamento, secagem e armazenamento) merecem destaque. Por esta razão, o presente projeto de pesquisa será realizado na Estação Experimental da Embrapa Rondônia, com colaboração do Laboratório de Qualidade do Café "Dr. Alcides Carvalho", localizado na EPAMIG, em Lavras, Minas Gerais, e do Laboratório Conilon Brasil, em Vitória Espírito Santos, e em Parceria com o Incaper, Universidade Federal do Espírito Santo, Embrapa Café e Embrapa Agroindústria de Alimentos. O projeto constitui-se basicamente de cinco Planos de Ação, além do de gestão, que serão executados, durante 36 meses, com o intuito de abranger as diferentes etapas que envolvem a pós-colheita do café..
    Período: 2012 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Seleção de genótipos de Coffea spp. tolerantes ao calor e ao déficit hídrico
    A cafeicultura se iniciou no estado de Rondônia em meados da década de 70, entretanto ainda não existem cultivares de café recomendadas para plantio na região. As lavouras comerciais de Coffea canephora implantadas na região são originadas de introduções feitas pelos próprios agricultores com mudas oriundas dos estados do Esprírito Santo e São Paulo. Devido a menor latitude, Rondônia apresenta temperaturas médias anuais elevadas (25,5ºC) com elevadas precipitações de dezembro a fevereiro e secas pronunciadas durante os meses de junho a agosto, o que ressalta a importância da seleção de plantas adaptadas a essas condições. O objetivo da proposta é selecionar genótipos produtivos de Coffea arabica sob condições de temperaturas elevadas e de Coffea canephora tolerantes ao estresse hídrico no estado de Rondônia. O projeto envolve cinco planos de ação. O PA-1 é responsável pela gestão técnica e gerencial do projeto. O PA-2 tem como objetivo avaliar progênies, em gerações já avançadas, sob condições de temperaturas elevadas (com irrigação) e identificar plantas promissoras com maturação tardia para comporem uma cultivar de arábica a ser recomendada para o Estado. Já o PA-3 envolve a avaliação do comportamento entre clones de canephora (híbridos oriundos de cruzamentos entre ?Robustas? e ?Conilons?) sob condições de estresse hídrico (sem irrigação), ocorrido entre os meses de junho à agosto, a fim de selecionar àqueles que apresentem maior produtividade para comporem a cultivar. Ambos ensaios de arábica e canephora serão realizados com alto nível tecnológico (adubação, manejo e tratos culturais). O plano de ação 4 tem como objetivo implementar o mesmo ensaio de competição do PA-3 no estado do Acre a fim de estender a recomendação dessas cultivares na região. O plano de ação 5 é complementar ao PA-3, com informações detalhadas sobre a compatibilidade entre os clones, permitindo a melhor distribuição das linhas de plantio dos mesmos. Assim, a seleção de genótipos de C. arabica e C. canephora de alta produtividade, tolerantes a pragas e doenças e adaptados às condições edafoclimáticas da região, tem relevada importância para a cadeia produtiva do café no Estado.
    Período: 2012 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Desenvolvimento de método para caracterização da autoincompatibilidade gametofítica do cafeeiro Conilon (Coffea canephora Pierre ex Froehner)
    A capacidade de se evitar a autofecundação é uma característica essencial do sistema reprodutivo de várias espécies vegetais alógamas, e que evoluiu como uma forma de evitar os efeitos deletérios da endogamia. Embora apresente relevância econômica e social crescentes, poucos estudos foram realizados com o objetivo de caracterizar a auto-incompatibilidade em cafeeiro da variedade botânica Conilon (C. canephora). Na moderna cafeicultura clonal, o plantio de clones de Conilon não compatíveis pode reduzir a produtividade e a qualidade dos grãos devido ao isolamento reprodutivo e não recombinante. Objetivo: Aperfeiçoamento de método para avaliação da auto-incompatibilidade em cafeeiro var. Conilon . Estratégia metodológica: 1- Desenvolvimento de método para avaliação da auto-incompatibilidade em campo, e, 2- Desenvolvimento de método rápido para avaliação da auto-incompatibilidade em laboratório. Produtos finalísticos: Agregação de valor científico a questão objetivando fornecer à sociedade brasileira subsídios para desenvolvimento de cultivares clonal comercial de café Conilon a partir de um número mínimo de plantas de desempenho agronômico elevado e compatíveis entre si...
    Período: 2013 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Avaliação da atividade de biomoléculas provenientes da fauna e flora amazônica para o controle de parasitas de interesse pecuário
    Diversos estudos têm evidenciado que o Brasil possui as melhores características para dominar o mercado exportador de produtos de origem animal. A disponibilidade de áreas agricultáveis aliadas à abundância de água doce são fatores determinantes para colocar o Brasil em posição de destaque no mercado internacional de produtos de origem animal. Contudo, em diversos fóruns do setor, o tema referente à qualidade dos produtos pecuários e a garantia sanitária dos mesmos são colocados como barreiras não tarifárias que impeditivas para que o país se coloque como exportador de produtos pecuários de qualidade superior. A partir de demandas do mercado comprador, em especial dos países importadores, o Brasil iniciou a busca pela garantia da inocuidade de seus produtos pecuários, onde também inclui-se as cadeias da pecuária de corte e da pecuária de leite. Conceitos relacionados diretamente ao uso racional de fármacos parasiticidas devem também ser considerados como importantes no que tange à promoção da qualidade do leite e da carne que é ofertada ao mercado consumidor e, essa situação só pode ser vislumbrada com a utilização de princípios ativos eficientes para o controle das parasitoses que acometem os rebanhos pecuários. Dentre os mais importantes problemas para os sistemas pecuários bovídeos, as parasitoses mostram-se como fator limitante para a máxima produtividade dos rebanhos. A eficácia das bases parasiticidas de uso veterinário na atualidade representa um desafio para o controle das populações de artrópodes e hematozoários de interesse pecuários devido a emergência e a fixação nas populações parasitárias de genótipos resistentes as bases parasiticidas disponíveis para comercialização. O processo de descoberta e desenvolvimento de fármacos é complexo, longo e de alto custo, tendo suas raízes profundamente ligadas às inovações científicas e tecnológicas. Em nenhum lugar do mundo existem mais espécies de flora e fauna do que na Amazônia, tanto em termos de espécies habitando a região como um todo, como coexistindo em um mesmo ponto. Esse imenso patrimônio genético, já escasso nos países desenvolvidos, tem na atualidade valor econômico-estratégico inestimável em várias atividades, mas é no campo do desenvolvimento de novos medicamentos onde reside sua maior potencialidade. A terapêutica moderna, composta por medicamentos com ações específicas sobre receptores, enzimas e canais iônicos, não teria sido possível sem a contribuição dos produtos naturais, notadamente das plantas superiores, das toxinas animais e dos microrganismos. A procura por novas moléculas eficientes para o controle da parasitoses mostra-se premente e alinhada as diretrizes da produção de alimentos seguros, uma vez que a ocorrência de infestações e infecções por parasitas pecuários representam importantes eventos que expõem os sistemas de produção pecuários a perigos químicos devido a necessidade da utilização de fármacos parasiticidas. Neste sentido, a presente proposta buscará avaliar a eficiência de biomoléculas de origem animal e vegetal oriundas da biodiversidade Amazônica para o controle da infecção por hematozoários e da infestação por artrópodes parasitas de interesse pecuário de grande importância em sistemas de produção de bovinos e bubalinos.
    Período: 2013 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Desenvolvimento de método de seleção aprimorada de Clones de Coffea canephora ao nematóide das galhas do cafeeiro
    Os nematoides encontram-se entre os principais patógenos de solo que podem provocar redução de produtividade do cafeeiro, especialmente pelo fato de que os produtos comerciais atualmente recomendados tem demonstrado baixa eficiência e apresentam elevado risco ambiental e à saúde humana. Em 2011, um levantamento preliminar concluiu que 60% das áreas cafeeiras apresentavam o nematóide das galhas, embora as espécies ocorrentes não tenham sido perfeitamente determinadas. Por conta disso, em 2016, o estado de Rondônia liberou a portaria No. 057, que proíbe a comercialização de mudas contaminadas com nematoides, o que tem gerado prejuízos aos produtores de mudas e milhares de reais ao ano. Nesse sentido a busca por acessos e clones resistentes torna-se urgente. Esse processo atualmente é muito demorado levando até 12 meses para ser concluido por material testado. Nesse sentido, pretende-se ao final detsa proposta determinar quais são as espécies principais de ocorrência no estado, apresentar um método de diagnóstico rápido enzimático de resistência de clones ao nematóide e indicar ao menos 20 acessos de Coffea canephora que apresentem resistência e, ou, imunidade ao patógeno para serem usados pelos programas de melhoramento da cultura em Rondônia..
    Período: 2019 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Extratos de espécies de Piperáceas Amazônicas como plataforma biotecnológica para obtenção de substâncias ativas com potencial nematicida para o controle do nematóide das galhas do cafeeiro
    O nematoide-das-galhas (Meloidogyne incognita) encontra-se entre os principais patógenos de solo que podem provocar redução de produtividade do cafeeiro, especialmente pelo fato de que os produtos comerciais atualmente recomendados tem demonstrado baixa eficiência e apresentam elevado risco ambiental e à saúde humana. Nesse sentido, alternativas envolvendo o uso de extratos de plantas têm sido buscadas, no intuito de minimizar os impactos provocados pelo patógeno, dentro de um contexto de agricultura economicamente sustentável e ambientalmente segura. O presente projeto busca avaliar o potencial nematicida e inseticida do Piperáceas de origem Amazônica, quando da utilização de extratos e suas frações, um vez que estudos com esta planta já tem demonstrado efeito benéfico para outras áreas da agricultura e pecuária, como inseticidas e fungicidas biológicos.
    Período: 2018 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Sistema de previsão, curva epidemiológica, componentes de resistência e dano da ferrugem (Hemileia vastatrix) visando a sustentabilidade de Coffea canephora
    A ferrugem causada pelo fungo biotrófico Hemileia vastatrix é uma doença largamente distribuída nas áreas de cultivo de café canéfora, tanto no Estado do Espírito Santo, Rondonia e Bahia, maiores produtores do país. Entretanto, embora a cultura tenha grande significado economico e social para o país, sendo o Brasil o segundo maior produtor mundial de Coffea canephora, não são conhecidas a curva epidemiológica da doença nas diferentes regiões, os danos causados pela ferrugem e estratégias de manejo da doença que visam a sustentabilidade economica, social e ambiental da cultura. No presente, as empresas multinacionais incentivam os produtores a atomização e ou emprego de fungicidas via solo, sem nenhum estudo básico visando identificar critérios para tomada de decisão de controle da doença. Anualmente são gastos de 5 a 8 kg de fungicidas isoladamente ou formulados com inseticidas por ha. Atualmente a o café conilon ocupa um área de aproximadamente 300 mil ha só no Estado do Espirito Santo. Assumindo que 10 % dos produtores atomizam suas lavouras com fungicidas para o controle da ferrugem, são gastos anualmente cerca de 200 ton de produtos químicos, sem critério para o controle da doença no Estado. Outro problema é que, com a globalização os importadores estão mais exigentes em relação a certificação e rastreabilidade dos produtos agrícolas. Recentemente os japoneses detectaram resíduos de fungicidas em um container de café exportado pelo Brasil. O uso indiscriminado de produtos químicos nas lavouras, como vem acontencendo no Espírito Santo, coloca em risco o conilon produzido no estado, devido a falta de estudos e critérios para a adoção de medidas de controle da doença. Além disso, sabe-se que Coffea canephora é constituído por variedades clonais contendo mistura de 8 a 14 clones. O problema é que nem todos os clones recomendados demandam o emprego de fungicidas para o controle da ferrugem, pois observações a campo demonstram que há clones muito suscetíveis, medianamente suscetíveis e resistentes. No presente, a aplicação de fungicidas quer seja via foliar ou via solo, formulados com inseticidas é recomendada indiscriminadamente nas variedades clonais, muitas vezes sem necessidade, aumentando o custo de produção, contaminação ambiental e resíduos nos grãos. Portanto há a necessidade de se conhecer quais clones demandam o controle da ferrugem, quais as condições climáticas favorecem a doença e em que épocas seriam mais adequadas para a atomização das plantas suscetíveis. Por outro lado, a perda da resistência à ferrugem em diversos clones de café canéfora relacionada ao aparecimento de novas raças é altamente preocupante. Esse fato está ocorrendo com clones de conilon e robusta em campos experimentais no Estado do Espírito Santo. Há clones de conilon cultivados em larga escala tão suscetíveis a ferrugem, quanto os cultivares Catuaí e Mundo Novo. Portanto, como não há pesquisas básicas nas áreas citadas acima visando a sustentabilidade da cultura, propõe o presente projeto visando estudar o monitoramento da doença em diversas regiões do Estado do Espírito Santo para se conhecer a curva epidemiológica da doença, determinar os danos causados pela doença em variedades suscetíveis e com alguma resistência genética, avaliar componentes de resistência a H. vastatrix em condições controladas e em campo, e propor estratégias de controle por meio de sistema de previsão da doença. O projeto permitirá estreitar o intercâmbio entre pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa, da EMBRAPA de Rondônia e da Universidade Federal do Espírito Santo na elaboração de trabalhos conjuntos, treinamentos e formação de recursos humanos nas diversas instituições. Os resultados serão de fundamental importância, para que os programas de controle da ferrugem sigam uma estratégia racional adotando-se 3 critérios técnicos, visando redução dos custos de produç
    Período: 2010 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Resistência a ferrugem, mapa genético e marcadores moleculares para o melhoramento de Coffea canephora
    A ferrugem causada pelo fungo biotrófico Hemileia vastatrix, é uma doença largamente distribuída nas áreas de cultivo de café canéfora (Coffea canephora), causando danos severos na produção, se não houver tratamento com fungicidas. Os danos associados ao alto custo da aplicação de fungicidas e o seu impacto ambiental mostram a importância do desenvolvimento de clones de cafeeiros com resistência duradoura à ferrugem. Por outro lado, a perda da resistência à ferrugem em diversos clones de café canéfora relacionada ao aparecimento de novas raças é altamente preocupante. Esse fato está ocorrendo com clones de conilon e robusta e em clones em campos experimentais no Estado do Espírito Santo, maior produtor de conilon do país. Há clones de conilon tão suscetíveis a ferrugem, quanto os cultivares Catuaí e Mundo Novo em café arábica. O surgimento de novas raças de H. vastatrix em genótipos resistentes poderá a curto ou a médio prazo se transformar em uma séria ameaça para o futuro dos clones resistentes, comprometendo também, o sucesso dos programas de melhoramento. São escassas as pesquisas sobre a resistência de clones de Coffea canephora às diferentes raças de H. vastatrix. Além disso, não há trabalhos envolvendo a identificação de genes/QTLs que conferem resistência a ferrugem em mapa genético. Portanto, este trabalho visa conhecer a resistência do café canéfora a H. vastatrix e identificar genes/QTLs de modo a auxiliar os melhoristas a selecionar genótipos com altos níveis de resistência. O mapeamento, além de auxiliar nos estudos da evolução, organização e estrutura genética da resistência à ferrugem, facilitará a identificação e localização de marcadores para seleção assistida no desenvolvimento de cultivares resistentes e a criação de combinações gênica para a piramidação de genes. A detecção dos QTLs e mapeamento dos genes de resistência serão realizados para várias raças de H. vastatrix e possíveis novas raças identificadas no projeto implantado no Departamento d.
    Período: 2010 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Detecção e Caracterização Bioquímica e Fisiológica de Meloidogyne spp. em cafeeiro conilon e manejo de doença em viveiro e área infestada
    Já se sabe bem que o cafeeiro arábica é hospedeiro de várias espécies dos nematóides das galhas, no qual Meloidogyne incognita, M. paranaensis e M. exigua são os responsáveis pelas maiores perdas causando impacto na economia brasileira. Em cafeeiro do grupo Conilon, observou-se que algumas dessas espécies são também capazes de causar doenças, mas pouco se conhece de sua ocorrência e distribuição no Espírito Santo e Rondônia, grandes produtores desse café. Fato relevante é conhecer se tais nematóides estão ocorrendo em viveiros de mudas, pois essa é a forma mais efetiva de disseminação de patógenos para áreas indenes e de implantação de novas lavouras. Assim planeja-se estudar a diversidade e ocorrência dos nematóides das galhas em viveiros no Es (PA 2) e em áreas de cultivo em RO (PA 3) devido à carência de informações sobre a distribuição das espécies nesses Estados. A partir daí, selecionar-se-ão populações com diferentes características biológicas para avaliar a resposta de resistência/suscetibilidade de clones de Coffea canephora Conilon, que se encontram em fase de desenvolvimento no Incaper, a esses nematóides das galhas (PA 4 e 6). Graças aos resultados promissores, obtidos in vitro e em casa de vegetação no Laboratório de Nematologia da UFV, quanto a eficiência do óleo essencial de mostarda no controle de Meloidogyne spp., estudos serão conduzidos para avaliar a eficiência de controle em substratos para a produção de mudas (PA 5) e em áreas infestadas visando à renovação da lavoura cafeeira. Assim, espera-se chegar ao final do projeto, com a disponibilidade de pelo menos um clone de Conilon com resistência ao nematóide das galhas de modo que se possa usá-lo isoladamente ou em associação com a aplicação de um produto de origem vegetal (biopesticida) para manejo de áreas infestadas por esses organismos. Pretende-se também contribuir para a melhoria da sanidade das mudas em viveiros, evitando-se que as mesmas sejam responsáveis pela disseminação dos nematóides para áreas de plantio indenes.
    Período: 2010 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Estruturação de laboratórios para pesquisa em biotecnologia e agroenergia na Amazônia Ocidental
    Implementar infra-estrutura laboratorial (Cultura de tecidos e biologia molecular)na Embrapa Rondônia, visando proporcionar condições para a expansão e consolidação da pesquisa científica e tecnológica na área de biotecnologia.
    Período: 2005 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: OUTRA
  • Bioecologia e estratégias de controle da broca-do-cupuaçu Conotracheus sp (Coleoptera: Curculionidae) na Amazônia
    Período: 2012 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Desenvolvimento de cultivares de feijão-caupi adaptadas às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil
    O feijão-caupi, um dos mais importantes componentes do sistema alimentar das regiões Norte e Nordeste do Brasil, apresenta, no geral, uma escassez de oferta, com a maioria dos produtores utilizando cultivares tradicionais com baixa produtividade de grãos, suscetíveis à principais pragas e doenças, bem como um mercado cada vez mais exigente em qualidade do grão. É uma espécie ainda, pouco melhorada, tendo, portanto, uma ampla variabilidade genética, que abre a perspectiva para trabalhos de melhoramento visando aumentos nas produtividades biológica e econômica. O projeto será desenvolvido em colaboração com outras unidades descentralizadas, empresas estaduais de pesquisa e universidades e será dividido em seis Planos de Ação, sequenciais e interdependentes, quais sejam: 1 - gestão do projeto, 2 - pré-melhoramento, 3 - melhoramento, 4 - pós-melhoramento, 5 - marketing e lançamento de novas cultivares, e 6 - validação e transferência de novas cultivares. A gestão do projeto será realizada por um comitê gestor, com a troca constante de informaçãoes, reuniões e a realização de workshops para a apresentação de resultados. As atividades de pré-melhoramento, seleção dos genitores, cruzamentos, avanço de geração, seleção inicial de linhagens serão realizadas pela Embrapa Meio-Norte-CPAMN, tendo como colaboradoras as Universidades Federal do Piauí e Federal Rural do Rio de Janeiro. A etapa de avaliação da produtividade de grãos será feita em parceria com outras unidades da Embrapa e empresas estaduais de pesquisa das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil. Uma linhagem para ser indicada como cultivar tem que passar por uma avaliação preliminar, ficar por dois anos nos ensaios de valor de cultivo e uso, no mínimo em três locais representativos por dois anos agícolas e apresentar vantagens em relação às testemunhas locais. A etapa de pós-melhoramento comprenderá os testes de distinguibilidade, homogeneidade e estabilidade, bem como a multiplicação de sementes do melhorista e a produção e comercialização de sementes genéticas, tendo como colaborares os escritórios de negócios da Embrapa. Serão realizados planos de marketing, o registro das novas cultivares no Registro Nacional de Cultivares, bem como o seu lançamento. A última etapa corresponderá a validação e transferência das novas cultivares. Assim, o projeto tem como objetivo principal desenvolver cultivares de feijão-caupi com alto valor comercial e culinário, adaptadas aos ecossistemas Amazônico e Cerrados da região Norte; Cerrados da região Centro-Oeste; e Meio-Norte, Caatinga, Cerrados e Costeiros da região Nordeste do Brasil.
    Período: 2010 - atual / Situação: EM_ANDAMENTO / Natureza: PESQUISA
  • Prospecção e validação de substâncias bioativas como estratégia de controle para fitopatógenos
    O controle de agentes patogênicos que atacam diferentes culturas vem sendo realizado ao longo dos anos pela aplicação de agroquímicos. O uso destes produtos, embora eficiente em sua maioria, pode causar sérios danos a saúde do trabalhador e ao ambiente, além de desencadear resistência de microrganismos. Assim, a busca por ferramentas alternativas capazes de controlar o crescimento de fitopatógenos e que apresentem segurança ao homem é essencial para redução da manipulação e aplicação de produtos de alta toxicidade. Ensaios utilizando diferentes toxinas animais e extratos e óleos essenciais de plantas vêm demonstrando atividade bactericida e/ou fungicida pela capacidade de impedir ou retardar a penetração dos microrganismos em plantas, por meio da ativação de mecanismos de defesa, como também pela ação direta sobre o patógeno. Unindo a riqueza de biodiversidade presente no Bioma Amazônia à necessidade de desenvolvimento de protótipos biotecnológicos para tratamento de doenças de plantas, o presente trabalho propõe avaliar e caracterizar a atividade farmacológica de venenos e toxinas ofídicas, além de extratos totais e frações ativas de espécies do gênero Piper, em ensaios in vitro e em casa de vegetação, relacionada ao controle de fitopatógenos de importância para a agricultura, como Colletotrichum gloeosporioides, Fusarium oxysporum, Hemileia vastatrix, Mycosphaerella fijiensis, Rhizoctonia solani, Ralstonia solanacearum, e Xanthomonas campestris pv. Campestris, com foco em cultivos conduzidos pela Agricultura Familiar.
    Período: 2013 - 2016 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
  • Melhoramento Genético de Cafeeiros Conilon e Arábica para Produtividade e Qualidade da Bebida na Amazônia Ocidental
    O objetivo deste projeto é a continuidade das ações do programa de melhoramento de café com as espécies C. canephora (var. `Conilon` e ´Robusta´) e C. arabica para a Amazônia brasileira. O foco é o desenvolvimento de cultivares com a melhoria da produtividade, qualidade de grãos e bebida, menor bienuidade, tolerância aos principais estresses bióticos e abióticos amazônicos, visando contribuir para a autossuficiência regional de café e derivados. Em C canephora, cerca de 120 clones superiores e divergentes de 'Conilon‟, serão submetidos à avaliação final visando o lançamento em 2014 de duas cultivares. Por meio de seleção recorrente em C. canephora, serão obtidas famílias de irmãos germanos e meios-irmãos das variedades 'Conilon' e 'Robusta'; sintetizados compostos (populações base) divergentes; avaliados híbridos intervarietais ('Conilon' x 'Robusta'). Serão realizados bioensaios para aperfeiçoamento do protocolo para micropropagação de clones de 'Conilon', avaliado a reação de clones a doenças (ferrugem alaranjada, nematóide de galha) e resposta a três níveis de adubação química (NPK). Em C. arabica, busca-se a seleção de cultivares tardias com elevado potencial produtivo, maturação uniforme e tolerante à ferrugem visando solucionar os problemas relativos a precocidade, produtividade e qualidade dos grãos do cultivo do arábica na Amazônia Ocidental. As atividades de pesquisa serão executadas em parceria tecnológica entre Unidades da Embrapa (Rondônia e Acre) com participação do IAC, UFV, Incaper, UNIR, Embrapa Café, e, as ações de fomento e transferência de tecnológicas com a Secretaria de Agricultura e Emater de cada Estado. A implementação das atividades previstas neste projeto garantirá a continuidade e o fortalecimento do programa de melhoramento das espécies C. canephora e C. arabica para a Amazônia, além de atender demandas imediatas e futuras quanto à geração de novas cultivares comerciais para a cafeicultura regional..
    Período: 2010 - 2013 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
  • Aspectos bioquímicos e moleculares da interação entre Mycosphaerella fijiensis e Musa sp.
    A banana é uma das frutas mais produzidas no mundo, sendo cultivada em mais de 120 países e ocupando área superior a 4.000.000 hectares e produção superior a 70.000.000 de toneladas. Esta cultura encontra-se localizada principalmente nas regiões tropicais, onde o clima quente favorece seu cultivo durante praticamente todo o ano, apresentando-se, assim, como uma das principais frutas comercializadas nesses países. O Brasil é um dos principais produtores mundiais, possuindo atualmente uma área plantada de aproximadamente 525.000 ha e produção superior a 6.000.000 de toneladas. Em Rondônia, a banana ocupa lugar de destaque, apresentando-se como uma das principais frutas cultivadas no Estado. Assim como ocorre com a maioria das culturas, a bananeira também é atacada por diversas pragas e doenças. Dentre as doenças, a Sigatoka Negra é a que atualmente vem trazendo maiores preocupações para produtores e pesquisadores, apresentando-se como o principal problema da bananicultura mundial. Entretanto, dentre as cultivares de banana existentes, há aquelas que são resistentes ou suscetíveis ao fungo. Desta forma, a proposta deste trabalho será avaliar os atributos biológicos presentes naquelas cultivares que possam explicar esta adaptação em permitir ou não o estabelecimento da doença, gerando, assim, dados sobre as várias respostas do hospedeiro nos diferentes tipos de interação, ou seja, na relação de incompatibilidade e de compatibilidade com o patógeno que revelem as bases biológicas de resistência da banana a este fungo, ou os fatores que condicionam a patogenicidade, permitindo que o fungo seja capaz de colonizar com sucesso a planta. As plantas defendem-se do ataque de patógenos utilizando as barreiras físicas e as químicas. As barreiras químicas englobam enzimas de plantas que parecem desempenhar um importante papel, particularmente, contra o ataque de fungos, tais como, as proteínas relacionadas à patogênese (PR-Proteínas), como as quitinases, peroxidases e glucanas
    Período: 2007 - 2010 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
  • Avaliação de genótipos de bananeira
    Selecionar cultivares de bananeira resistentes as sigatokas amarela e negra e ao mal-do-panamá, com porte e ciclo reduzidos, com alta produtividade e qualidade do fruto, para incorporação aos sistemas de produção.
    Período: 2005 - 2008 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
  • Taxonomia, Fitoquímica e Fitotecnia de Espécies Medicinais da Flora Amazônica em Rondônia
    O potencial fitoterápico da flora medicinal amazônica tem sido subutilizado. O extrativismo predatório afeta as populações de plantas nativas, enquanto o empirismo reduz seu aproveitamento farmacológico. Além disso, há carência de estudos multidisciplinares que permitam a inserção das espécies de interesse farmacológico nos sistemas agroindustriais. A proposta deste trabalho é a promoção do conhecimento etnobotânico, taxonômico e fitoquímico de plantas aromáticas herbáceas potencialmente medicinais de formações florestais amazônicas e a otimização da produção de biomassa, de óleos essenciais e de seus constituintes, através da determinação de técnicas de manejo e de beneficiamento adequados. Para isso, será realizado um levantamento das plantas aromáticas herbáceas com potencial medicinal em formações florestais localizadas no município de Porto Velho-RO, com participação de pessoas que detêm conhecimento da sua utilização na medicina popular. Estas plantas serão coletadas, identificadas taxonomicamente e herborizadas. Através de estudos fitoquímicos, serão identificadas as classes de substâncias fixas e voláteis que contêm; de forma complementar, por meio de estudos farmacológicos, será feita uma avaliação da inocuidade/toxicidade dos extratos destas plantas. Serão selecionadas dez espécies aromáticas herbáceas, das quais serão produzidas mudas (através de sementes ou órgãos vegetativos, de acordo com a espécie), as quais serão utilizadas em experimentos nos quais serão testados tipos de adubação verde, espaçamento entre plantas, horário de colheita e períodos de tempo para a secagem do material vegetal, em relação à obtenção de biomassa, óleos essenciais e seus constituintes, para as condições de Rondônia. Este trabalho será amplamente divulgado na literatura e em eventos científicos, contribuirá com o agronegócio de fitoterápicos e para a consolidação de um grupo multidisciplinar de pesquisa de plantas medicinais em Rondônia
    Período: 2005 - 2007 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
  • Levantamento e identificação de nematoses em cafeeiros no Estado de Rondônia
    Levantamento e identificação de nematoses presentes em cafeeiros no Estado de Rondônia, visando avaliar a incidência e as principais espécies presentes.
    Período: 2005 - 2005 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
  • German genomic research programme GABI
    Avaliação citológica de diferentes Fusarium mutantes com relação ao desenvolvimento do fungo em cariopsis de cevada, com o objetivo de avaliar a participação de Deoxinivalenol (DON) durante o processo de infecção da planta.
    Período: 2004 - 2005 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
  • Análises da Interação Feijão-de-Corda - Colletotrichum lindemuthianum
    Avaliação microscópica da interação Feijão-de-Corda - Colletotrichum lindemuthianum; Avaliação da expressão de enzimas relacionadas ao estresse oxidativo e ao mecanismo de defesa do Feijão-de-Corda ao fungo C. lindemuthianum.
    Período: 2001 - 2003 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
  • Isolamento e caracterização de proteínas vegetais
    Isolar e caracterizar proteínas vegetais, com enfâse em proteínas envolvidas na defesa de plantas contra o ataque de patógenos.
    Período: 1994 - 1996 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
  • Atividade antimicrobiana de óleos fixos e óleos essenciais
    Avaliar o potencial de atividade antimicrobiana de óleos fixos e esenciais de plantas contra diferentes microrganismos.
    Período: 1994 - 1994 / Situação: CONCLUIDO / Natureza: PESQUISA
Áreas de Atuação
  • CIENCIAS_AGRARIAS :: Agronomia :: Fitossanidade ::
  • CIENCIAS_AGRARIAS :: Agronomia :: Fitossanidade :: Fitopatologia
  • CIENCIAS_BIOLOGICAS :: Bioquímica :: ::
  • CIENCIAS_BIOLOGICAS :: Bioquímica :: Bioativos ::
Idiomas
  • Alemão: Lê: BEM, Fala: RAZOAVELMENTE, Escreve: RAZOAVELMENTE, Compreende: BEM
  • Espanhol: Lê: RAZOAVELMENTE, Fala: NAO_INFORMADO, Escreve: NAO_INFORMADO, Compreende: RAZOAVELMENTE
  • Francês: Lê: POUCO, Fala: NAO_INFORMADO, Escreve: NAO_INFORMADO, Compreende: NAO_INFORMADO
  • Inglês: Lê: BEM, Fala: RAZOAVELMENTE, Escreve: RAZOAVELMENTE, Compreende: BEM
Banca Julgadora
Tipo de Produção < 20132014Total
Participação em Banca de Doutorado0101
Participação em Banca de Exame de Qualificação0011
Participação em Banca de Graduação100010
Participação em Banca de Mestrado2002
Total121114
Eventos
Tipo de Produção < Total
Participação em Congresso55
Participação em Encontro33
Participação em Seminário22
Participação em Simpósio11
Total1111
Orientação
Tipo de Produção < 20112013Total
Orientação em Andamento de Iniciação Científica0101
Orientação em Andamento de Mestrado0011
Outras Orientações Concluídas94013
Total95115
Prêmios
Tipo de Produção < Total
Prêmios44
Total44
Produção Bibliográfica
Tipo de Produção < 2011Total
Apresentação de Trabalho808
Artigo Publicado617
Capitulo de Livro Publicado101
Curso de Curta Duração Ministrado505
Organização de Evento202
Outras Bancas Julgadoras303
Outras Produções Bibliográfica41041
Programa de Rádio ou TV808
Texto em Jornal ou Revista101
Trabalho em Eventos68169
Total1432145
Pós-Graduação Fale Conosco Financiadores
Coordenação Geral do Doutorado em Biodiversidade e Biotecnologia - PPG-BIONORTE
Universidade Estadual do Maranhão - Cidade Universitária Paulo VI - Predio da Veterinária
Av. Lourenço Vieira da Silva, nº 1000 - CEP: 65.055-313 - São Luis (MA)
Página Inicial  •  Mapa do Site  •  Contato  •  Área Restrita