Barra Brasil
Bionorte
Bionorte
   Brasil, terça-feira, 20 de Novembro de 2018.CPF:Senha:

Professores da Bionorte participam de publicação na Science

sobre descoberta científica na Amazônia

Um time de quase 120 especialistas de todo o mundo, incluindo mais de 25 pesquisadores brasileiros, dentre os quais dois professores da Rede BIONORTE, se debruçaram durante mais de um ano sobre uma das questões mais intrigantes da natureza: quantas árvores e quantas espécies de árvores existem na Amazônia. O novo estudo mostrou que toda a Bacia Amazônica e Guianas abriga o impressionante número de cerca de 400 bilhões de árvores. O artigo foi publicado no último dia 18 na prestigiada revista científica Science, dos Estados Unidos.

O estudo inédito foi liderado pelo cientista holandês Hans ter Steege, pesquisador do Naturalis Biodiversity Center, no sul da Holanda. “Acreditamos que existam cerca de 16.000 espécies de árvores na Amazônia, mas os dados também sugerem que a metade de todas as árvores da região pertence a somente 227 espécies. Isso é muito menos do que qualquer previsão anterior”, diz ter Steege.

De acordo com Miles Silman, ecólogo da Wake Forest University e um dos co-autores do trabalho, “dois terços das espécies de árvores da Amazônia são mais difíceis de encontrar do que uma agulha num palheiro. Esta é a mesma situação na cosmologia, onde nós sabemos que existe muito material no universo que não podemos ver. Os físicos chamam isso de ‘matéria escura’. Na Amazônia sabemos que estas espécies super-raras representam uma grande parte do sistema, mas encontrá-las é difícil mesmo.”      

Os professores do campus de Nova Xavantina, Ben Hur e Beatriz Marimon, também integraram a equipe de co-autores do artigo. Uma das conclusões mais importantes do estudo, segundo o Prof. Ben Hur, é que a maioria das espécies que não pertence às 227 dominantes na Amazônia pode estar muito mais ameaçada do que anteriormente se supunha. “Estes resultados significam uma reviravolta no pensamento tradicional sobre conservação da biodiversidade na maior floresta tropical do mundo”, finaliza a Profª Beatriz.

                                             

Acesse o artigo no link: http://www.sciencemag.org/content/342/6156/1243092

Fotos aqui

Data: 26/10/2013

Fonte: Secretaria Geral PPG-Bionorte

Pós-Graduação Fale Conosco Financiadores
Coordenação Geral do Doutorado em Biodiversidade e Biotecnologia - PPG-BIONORTE
Universidade Estadual do Maranhão - Cidade Universitária Paulo VI - Predio da Veterinária
Av. Lourenço Vieira da Silva, nº 1000 - CEP: 65.055-313 - São Luis (MA)
Página Inicial  •  Mapa do Site  •  Contato  •  Área Restrita